Porsche sobrevive e vence Le Mans pela 19ª vez

Após um dia completo e uma das mais difíceis edições de sua história recente, as 24 Horas de Le Mans chegaram ao fim e pela 19ª ocasião, um Porsche esteve no topo do pódio.

Mas a viagem não foi fácil, já que o carro #2, pilotado por Timo Bernhard, Earl Bamber e Brendon Hartley teve que superar não só problemas mecânicos, mas também uma diferença de 18 voltas em menos de 12 horas para vencer a corrida, válida pelo Mundial de Resistência, o WEC.

Dos seis carros da categoria LMP1, a mais rápida dentre as quatro que dispiutam a corrida, nenhum ficou ileso, com todos sofrendo algum tipo de problema mecânico durante as 24 horas, apenas completaram o evento, sendo o segundo carro o Toyota de #8, 10 voltas atrás do #2.

Com isso, completando o pódio foram dois carros da categoria LMP2, ambos da equipe Jackie Chan DC, que é co-operada pelo ator. O #38, pilotado por Ho-Pin Tung, Oliver Jarvis e Thomas Laurent liderou uma boa parte da corrida, primeira vez que isso aconteceu em 85 edições.

O Oreca #38 apenas perdeu a liderança com uma hora e cinco minutos para o final, posteriormente ficando uma volta atrás do Porsche #2. O segundo carro da equipe, compartilhado por David Cheng, Tristan Gommendy e Alex Brundle terminou em terceiro, devido a desclassificação do Vaillante Rebellion #13, no qual Nelson Piquet Jr corria junto de Mathias Beche e David Hansson.

Na GTE Pro, Daniel Serra e Luis “Pipo” Derani garantiram dois brasileiros no pódio, ao terminarem em primeiro e segundo com seus Aston Martin (que teve Darren Turner e Johnathan Adam acompanhando Daniel)  e Ford GT (que incluiu os ingleses Harry Tincknell e Andy Priaulx), respectivamente, fechando o top 3 na categoria foi o Corvette do dinamarquês Jan Magnussen, o espanhol Antonio Garcia e o americano Jordan Taylor.

A última, mas não menos importante categoria, a GTE Am teve um pódio apenas de Ferraris, com JMW Motorsport, Spirit of Race e Scuderia Corsa terminando em 1º, 2º e 3º.

André Negrão, correndo no #35 da Signatech, acabou em terceiro na LMP2, quarto na classificação geral. Rubens Barrichello, no #29 da Racing Team Nederland terminou a corrida em 12º na LMP2, Bruno Senna no Vaillante Rebellion #31, liderou parte da disputa, mas amargou o 15º da LMP2.

Tony Kanaan, que substituiu Sébastien Bourdais na GTE Pro, acabou em sexto na classe e Fernando Rees, parte da GTE Am terminou o dia no último carro a ser classificado, na posição de número 50 (Le Mans apenas considera como classificados os carros que completarem 70% da distância total de corrida).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s